Senador Styvenson Valentim(Podemos) banaliza e zomba de agressões sofrida por mulheres

Senador Styvenson Valentim(Podemos) banaliza e zomba de agressões sofrida por mulheres

O senador  Styvenson Valentim (Podemos), parece desconhecer ou ignorar a violência contra a mulher no Brasil.

Em dois momentos distintos o senador comentou as agressões sofridas pela deputada federal Joice  Hasselmann (sem partido), e por uma mulher agredida por um policial militar do RN durate uma ação policial. Através de lives realizada neste sábado (24) em sua conta pessoal no Instagram

O Senador Capitão, fazendo gestos e gozação, as agressões sofridas pela deputada disse que as agressões são resultado de “chifre ou de pó… uma cheirada muito louca”. (informações do Território Livre)

Em nenhum momento o senador potiguar de compadeceu ou se solidarizou com a colega parlamentar que perdeu dois dentes, fraturou ossos da face e uma costela, além de cortes no joelho e cotovelo.

Já em outra postagem sobre o caso da mulher agredia por um olicial em Santo Antonio, o sendor minimiza a agressão, dizendo que não tem conhecimento do caso e vai mais adiante. “Será que estava calada rezando um pai nosso?”, questionou em tom irônico.

O parlamentar classificou a agressão como “dois tapas bons” e se perguntou sobre o que ela teria feito para “merecer”o ato violento. “Eu sei lá o que essa mulher fez para merecer dois tapas?”.

Os comentários do senador do RN tem causado indignação, não apenas nas vitimas, mas em grande parte da sociedade e até de representantes da calsse politica, que já se manifestaram contra os comentários do senador.

A deputado estadual Isolda Dantas(PT), lamentou que o senador tenha apresentado essa postura em relação a violência contra a mulher. Senador do RN diz que não sabe o que a mulher (agredida por um agente da PM em Santo Antônio) fez pra merecer “bons tapas”. Não há justificativa para violentar uma mulher. O machismo mata todos os dias e a sua fala, senador, só corrobora com a violência e a morte das mulheres. Não vamos deixar que esta demonstração tão cruel do machismo seja naturalizada!

Já a mossoroense, Samanda Alves(PT), um dos principais nomes da assessoria da governadora do RN, Fátima Bezerra e uma militante atuante na defesa das mulheres e da juventude, questionou o posicionamento do senador potiguar. O senador Styvenson que sempre levantou a voz contra quem desobedecia o código de trânsito, agora não consegue defender uma mulher? O que justifica a agressão de um homem contra uma mulher com uma criança no colo, Senador Styvenson?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *