Populações de Tibau e Gangorra estão isentas de conta de água em janeiro

Populações de Tibau e Gangorra estão isentas de conta de água em janeiro

Os moradores de Tibau e Gangorra não vão receber a conta de água referente ao mês de janeiro e estão isentos do pagamento. Ao são 1.800 contas de água de clientes cadastradas no sistema da Caern que serão beneficiadas. 
O anunciou sobre a suspensão da cobrança da conta de água foi anunciada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), através de sua assessoria de comunicação. 
A companhia informou que vai suspender a fatura de água, referente ao mês de janeiro, porque, no município, distante 44 quilômetros de Mossoró, a população ficou 17 dias sem o abastecimento regular, tendo em vista o problema ocasionado pela queda de uma bomba no que abastece a cidade poço no dia 29 de dezembro. 
Neste fim de semana, a Caern está realizando a retomada do abastecimento de água, que deve ser totalmente regularizado neste sábado(16). 
Com a decisão da Companhia a cobrança se dará a partir do mês de fevereiro, tendo em vista que os moradores tiveram que custear a compra de água durante o período que ficaram desassistidos pela Caern. 
Durante o período de falta de água em Tibau moradores chegaram a pagar até R$ 500 por uma corro-pipa com 9 mil litros de água. Além disso, muitos veranistas tiveram que interromper o período de veraneio em Tibau em consequência da falta de água. “ Meu irmão que alugou uma casa para o período de veraneio chegou a comprar uma pipa de água por R$ 400, para garantir a permanência dos familiares em Tibau. A suspensão da conta de janeiro vem como um certo alivio para, nós já que a água também voltou as torneiros nesta sexta-feira”, disse um veranista que se encontra em Tibau, mas que prefere não ter sua identidade revelada por se tratar de uma pessoa pública. 
A Caern faz questão de alerta os moradores que a suspensão atenderá todos os moradores de Tibau e Gangorra, mas com exceção para os moradores de Gado Bravo que terão as faturas emitidas em janeiro regularmente, tendo em vista que eles tiveram seu abastecimento mantido regularmente, sem nenhum prejuízo, durante o período de suspensão nas demais áreas de Tibau. 
Ainda de acordo com a Caern, durante o período de falta de água na cidade, para resolver o abastecimento de Tibau, foram disponibilizados carros pipas para atendimento dos serviços essenciais. Paralelamente a Companhia continuou defendendo seus interesses na justiça, tendo através da sua assessoria jurídica, solicitado em juízo, a suspensão da liminar e impetrou agravo, solicitando a reforma da decisão em primeira instância que obrigada a Caern a fornecer abastecimento através de carro-pipa para toda a população. 

Abastecimento já foi retomado e deve ser regularizado hoje 

A Caern religou, no final da noite desta quinta-feira (14), o poço da cidade de Tibau. A água foi reservada ao longo da madrugada para ser distribuída. Às 5h da manhã da sexta-feira (15), começou a distribuição. A previsão é que a normalização ocorra neste sábado, 16 para Tibau. Para atendimento, a cidade foi dividida em duas. Nesta sexta-feira (15), a água foi destinada para o setor do Centro, e por volta das 5h da manhã deste sábado irá para o setor das Emanuelas. Ao constatar o aumento de vazão no poço, que ocorreu após o desgaste da bomba presa à tubulação, a Caern decidiu aproveitar a água captada para distribuir na cidade. Foi colocada um novo conjunto motobomba, equipamento de grande porte, para captar água a uma profundidade de 180 metros. 
De acordo com o gerente da Regional Oeste, Márcio Bruno Dantas, o poço estará sendo monitorado, pois passou por uma recuperação recente. “Continuaremos acompanhando o desempenho do poço. Pois tivemos um problema de alta complexidade e vamos manter o monitoramento do mesmo”, ressalta. Esforços operacionais foram feitos pela equipe da Caern e Geopetro, que diuturnamente, permaneceram trabalhando para retomar o abastecimento da cidade. Diante um problema complexo, que envolveu equipamentos de grande porte e o desafio de trabalhar com a bomba que ficou a 380 metros de profundidade, as equipes mantiveram o foco para garantir o resultado positivo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *