Língua solta de Isolda sobre “cuspir o MDB” provoca puxão de orelha

Língua solta de Isolda sobre “cuspir o MDB” provoca puxão de orelha

Chefe de gabinete da governadora Fátima Bezerra, Raimundo Alves reprendeu atitude de Isolda Dantas com relação a aliança entre PT e MDB

A língua solta da deputada estadual, Isolda Dantas(PT), pode custar caro e comprometer seu projeto de se eleger novamente deputada estadual este ano.

Isolda, disse em entrevista ao podcast PodFalar Beach, da Super TV, programa ancorado pelo jornalista Saulo Vale que poderia até “engolir [uma aliança com MDB], mas cuspiria amanhã”. O que não pegou bem, nem para os integrantes do MDB, nem para os próprios dirigentes do PT

O puxão de orelha na deputada foi imediato. Em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, Raimundo Alves, escalado publicamente pela governadora para ser o ‘articulador político do governo’, disse que Isolda foi infeliz na declaração e invoca o comportamento da governadora para rebater a falta de prudência de Isolda: “Quem conhece a governadora Fátima Bezerra (PT) sabe que ela não faz aquela coligação chiclete, que mastiga, mastiga e joga fora, não. Não é essa a intenção”.

Raimundo ainda relata que as conversas estão evoluindo: “Eu mesmo tenho me reunido com o presidente estadual do MDB, deputado federal Walter Alves. E a nossa intenção é colocar essa roda para girar agora neste início de ano. Na verdade, isso começou com a vinda do presidente Lula no início de setembro de 2022 e vamos dar continuidade”.

Portanto, se havia alguma dúvida em relação ao encaminhamento da aliança, a fala transparente de Raimundo sepulta qualquer questionamento a respeito do interesse de Lula e de Fátima em relação ao tema.

O PT é um dos poucos partidos políticos que tem vida orgânica, debate interno, divergência, contraditório. E isso é importante numa legenda política.

Porém, a discussão interna é uma coisa. O discurso externo é outro.

Quem sinalizou de forma explícita por uma aliança com o MDB de Garibaldi Filho e externou o desejo de ter o partido no palanque de Fátima, foi Luís Inácio Lula da Silva, em jantar que contou com a presença da própria governadora e dos líderes do MDB no RN.

Fátima externou publicamente que tem interesse na aliança e que as conversas estão evoluindo. A deputada precisa entender que o projeto politico do PT em relação as eleições deste ano estão acima de qualquer outro projeto, como o da própria deputada.

Isolda dá uma demonstração de inexperiência política e de fragilidade da palavra, que pode comprometer seus projetos pessoas. A deputada precisa se conscientizar de que as alianças políticas são necessárias e não existe qualquer tipo de ressentimento por parte do PT ou de qualquer outro partido em relação a esse tema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.