Em Grossos, Projeto Algodão Agroecológico Potiguar conclui primeiro ciclo com produção de 450 kg

Em Grossos, Projeto Algodão Agroecológico Potiguar conclui primeiro ciclo com produção de 450 kg

Geração de renda no campo em harmonia com o meio ambiente. Essa é a síntese do Projeto Algodão Agroecológico Potiguar que finalizou seu primeiro ciclo em Grossos com uma produção de 450 kg da fibra natural.

A proposta vem sendo executada desde fevereiro deste ano através de uma parceria entre a prefeitura e o governo do Estado, este representado pela Sedraf (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar) e a Emater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), que deram todo o suporte técnico aos produtores locais.

Entusiasta da ideia, a prefeita Cinthia Sonale comentou os resultados positivos da primeira experiência do programa no município. “A produção expressiva dos agricultores grossenses e a venda garantida pelo governo do Estado mostram a viabilidade econômica da iniciativa e os seus reflexos na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Paralelo a isso temos ainda a conscientização ambiental, mais um fator que nos impulsiona a somar esforços para assegurar a continuidade desse trabalho”, explanou a gestora.

Importa ressaltar que o Algodão Agroecológico Potiguar é um projeto piloto, implementado inicialmente em apenas 3 cidades da região, entre as quais Grossos se destaca. No município, foram contemplados moradores dos assentamentos e da comunidade do Boi Morto, que também puderam cultivar milho, feijão e gergelim associados ao plantio do algodão, sendo este vendido por R$3,25 o quilo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *