A farsa: Reforma Administrativa de Allyson Bezerra reduz cargos e aumenta despesas do Executivo

A farsa: Reforma Administrativa de Allyson Bezerra reduz cargos e aumenta despesas do Executivo

Para não fugir a regra, o prefeito de Mossoró Allyson Bezerra(Solidariedade) mais uma vez tenta enganar a população de Mossoró, com a farsa da Reforma Administrativa, aprovada na semana passada pela maioria dos 23 vereadores que integram a Câmara Municipal de Mossoró. Trata-se do o Projeto de Lei Complementar nº 3/2021,a Reforma Administrativa introduz mudanças na estrutura administrativa e organizacional da Prefeitura Municipal de Mossoró.

A reforma que segundo Allyson Bezerra, teria o intuito de enxugar a máquina administrativa com a extinção de cargos comissionados e reduzindo custos para o Executivo municipal, na verdade provou uma oneração na folha de pagamento de pessoal da Prefeitura de Mossoró.

De acordo com levantamento colhido pela reportagem do Oeste em Pauta, enquanto a administração anterior que tinha como prefeita Rosalba Ciarlini com 666 cargos comissionados, o valor da folha era de R$ 1.605.200,00, na gestão atual, o valor mesmo com o corte de 28 cargos comissionados, que reduziu de 666 para 638, o aumento na folha de pessoal foi de R$ 120.100,00, a cada mês. A prefeita passa a gastar a partir de agora com esses servidores a quantia de R$ 1.725.300,00.

Diante dos fatos fica mais que comprovado que o prefeito Allyson Bezerra que desde o primeiro dia de mandato tem utilizado como principal bandeira de sua gestão a fabricação e divulgação de notícias inveridicas, como a realização de obras com recursos do IPTU, quando na verdade são obras realizadas através de recursos do Finisa mantém a mesma linha.

As notícias que visam mostrar as ações da atual administração da Prefeitura de Mossoró tem sido marcadas pela grande quantidade de “fake news” e falta de transparência na aplicação de recursos e acontecimentos “misteriosos, com destaque para o ‘roubo de um trator’ e o desaparecimento de doses de vacinas contra Covid-19.


Veja planilhas:



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *